Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a nuvem cor de rosa

a nuvem cor de rosa

puré de mandioca

PicsArt_05-01-09.05.26.jpg

Olá!

Tenho uma coisa para partilhar com todos os que me lêem... estou em whole30 de novo! Para quem não sabe o que é, fica uma breve explicação. É um programa desenvolvido por um casal americano, Dallas e Melissa Hartwig, e  como o próprio nome indica, tem a duração de 30 dias.

 

O método alimentar promete trazer uma série de benefícios como melhoria da composição corporal, aumento dos níveis de energia, melhor qualidade do sono, diminuição de desejos por guloseimas cheias de açúcar e hidratos de carbono e a melhoria da performance atlética. Para tal, é necessário seguir o programa alimentar, que defende a tese de que o açúcar, os cereais, os laticínios e os produtos processados podem prejudicar a saúde.

 

Mas, aquilo que me traz aqui hoje é o puré de mandioca que experimentei pela primeira vez. Como a minha alimentação durante estes trinta dias não pode conter hidratos de carbono maus, leguminosas, arroz, farinhas e cereais, vou ter que ser criativa para variar todos os dias. Não me agrada comer batata doce todos os dias, apesar de adorar. E não posso comer apenas vegetais, pois não quero perder peso.

 

A mandioca foi eleita pela ONU como o "alimento do século XXI". Esta raiz tem dois tipos de hidratos de carbono, a amilopectina e a amilose, que, juntos, liberam a glicose mais lentamente para o corpo, o que facilita facilita a digestão, evita picos de açúcar no sangue e dá energia de sobra para o dia a dia. Em relação à batata, a mandioca tem 3 vezes mais calorias, mas possui maior quantidade de vitamina A, B1, B2 e C, prolonga a saciedade é indicada para diabéticos e não gera picos de glicémia.

 

Por isso, falei com uma "amiga" brasileira que me ensinou a cozinhar a mandioca. Nunca tinha cozinhado e acho até que nunca tinha comido.

pure-de-mandioca.jpg

 

  • Aprendi que a mandioca deve ser cozida apenas em água, sem sal e que depois de cozinhada é que deverá ser temperada.
  • Tem duas cascas, uma castanha que está por fora, e uma mais fina por baixo desta. Com um simples descascador de vegetais conseguimos tirar facilmente a casca.
  • Depois cortei em rodelas grossas e levei a cozer durante 15, 20 minutos, até ficar mole, juntamente com meia cebola e 1 dente de alho.
  • tem um fio a todo o seu comprimento que tem que ser tirado, pois é desagradável ao comer.
  • Depois de cozida e de escorrida a água, temperei com sal, pimenta preta e um fio de azeite ev.
  • Tritura-se tudo muito bem e poderá usar-se um pouco de leite de coco para emulsionar e ficar um pouco mais cremoso.

A sua consistência é um pouco gelatinosa e "grudenta", mas o sabor é bastante agradável. Por certo vou repetir.

 

Abracinhos dos meus,

Catita.