Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

a nuvem cor de rosa

a nuvem cor de rosa

bolinhos de cacau e alfarroba

PicsArt_03-11-03.57.11.jpg

 

Olá!

Tenho andado tão ausente! Tão sem tempo para postar o que quer que seja... mas isso não significa que tenha deixado de me preocupar com a alimentação ou que tenha deixado de fazer receitas novas dentro do conceito paleo. Muito pelo contrário!

Tenho feito muitos bolos, tenho andado ajudado a mudar alguns hábitos alimentares em algumas pessoas, tenho passado muito tempo na cozinha. Isso tira-me tempo ao computador, mas não as ideias e a vontade de vos mostrar o que faço.

Por isso, hoje deixo-vos a receita de uns bolinhos marvilhosos que tenho feito muito nos últimos meses. Todos gostam deles e muitas são as encomendas. Faço uma versão mini cupcake, apelativa ao olhar e que funciona muito bem para acompanhar um café e servir de miminho.

Como se lembram, uso muitas vezes a bimby para me ajudar a preparar as minhas receitas, mas todas elas podem ser feitas do modo tradicional.

 

Ingredientes:

5 ovos

40 gr de agave

80 gr de óleo de coco

60 gr de cacau em pó

150 gr de água quente

100 gr de farinha de aveia

30 gr de farinha de alfarroba

20 gr de araruta

1 cchá de fermento

1 ccafé de bicabornato de sódio

 

Modo de preparação:

  • com o misturador na lâmina, juntar no copo os ovos, o agave e o óleo de coco e programar 5 min, 37º, vel 4.
  • numa taça à parte, juntar a água aquecida e o cacau, mistura-se bem  e junta-se ao copo, programando 3 min na vel 4.
  • acrescenta-se as farinhas, o fermento e o bicabornato de sódio e mistura-se 30 seg na vel 2.
  • deitar a massa em forminhas de silicone e levar ao forno previamente aquecido a 180º, durante 15-20 minutos.
  • no final da cozedura, deixar arrefecer um pouco e retirar das formas.
  • decorar a gosto, ou não. 

 

Estes bolos fazem as delícias tanto de adultos como de crianças. Estas últimas comem-nos como lanche na escola, podem servir como pequeno almoço num dia de fim de semana, etc.

 

Experimentem e digam o que acham.

Abracinhos dos meus,

Catita.