Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a nuvem cor de rosa

a nuvem cor de rosa

bacalhau à brás "só que não"

PicsArt_06-26-03.30.05.jpg

 

O Bacalhau à Brás é um prato tradional português, tendo sido criado, segundo reza a história, por um taberneiro do Bairro Alto em Lisboa.

Sendo um dos pratos mais populares confeccionados com este peixe, consiste em bacalhau desfiado, batata palha frita, cebola frita às rodelas finas, ovo mexido, azeitonas e salsa picada. Só que esta versão conta com alho francês no lugar da batata. Fica muito mais leve e o sabor continua excelente.

 

Ingredientes:

4 colheres de sopa de azeite

1 cebola grande

2 dentes de alho

400 gr de bacalhau demolhado e desfiado

300 gr de alho francês

4 ovos

sal e pimenta preta

1 ramo de salsa picada

azeitonas pretas

 

Preparação (na bimby):

  1. lavar e cortar o alho francês em rodelas e reservar.
  2. colocar no copo da bimby o azeite, a cebola, o alho e programar 5 seg/ vel 5.
  3. programar 5 min/ varoma/ vel1.
  4. adicionar o bacalhau e programar 3 min/ 100º/ colher inversa/ vel1.
  5. colocar tudo numa frigideira.
  6. sem lavar o copo, colocar os ovos e o sal e bater 10 seg/ vel 2.
  7. deitar o preparado dos ovos na frigideira e envolver, em lume médio.
  8. juntar a pimenta e a salsa e retificar o sal.
  9. servir e adicionar as azeitonas para decorar.

Bem mais leve e sem as calorias da batata, o mesmo sabor tradicional de um prato de conforto da nossa cozinha tradicional.

 

Abracinhos dos meus,

Catita.

 

 

bolachas de aveia e coco

PicsArt_06-24-09.56.38.jpg

 Bolachas é coisa que antigamente havia sempre cá em casa. Nos últimos meses desapareceram! Mas, eis que voltaram as bolachas e, ainda bem!!

 

Amanhã é dia de Festival de Encerramento das Aulas de Natação para Bebés. Em conjunto com alguns colegas de trabalho, decidimos oferecer um mimino a todos os "nossos" bebés, nossos alunos. Vamos oferecer uma manhã divertida na piscina e para lanchinho umas bolachinhas saudáveis, sem açúcar, mas igualmente saborosas.

 

Ingredientes:

130 gr de manteiga

1 ovo

100 gr de flocos de aveia

60 gr de coco ralado

60 gr de farinha de araruta

meia colher de chá rasa de bicabornato de sódio

meia colher de chá rasa de fermento para bolos

1 pitada de sal

 

Preparação:

  1. colocar no copo da bimby a manteiga e o ovo e bater 30 seg/ vel 3.
  2. adicionar os flocos de aveia, o coco ralado, a farinha de araruta, o bicabornato de sódio, o fermento e o sal e misturar 30 seg/ vel 4.
  3. formar bolinhas com a massa e dispor num tabuleiro forrado com papel vegetal e achatar as bolinhas. levar ao forno, a 160º durante cerca de 15-20 minutos.

 

Nota: estas bolachinhas podem ser aromatizadas com raspa de casca de laranja, maçã, etc. Podemos também substituir um pouco da farinha de araruta por farinha de alfarroba e fazer uma versão diferente.

 

Cá em casa todos gostaram!

Mas agora, vamos esperar pela opinião de quem mais interessa, os bebés!

 

Abracinhos dos meus,

Catita.

 

 

 

Bolo de limão e sementes de papoila

PicsArt_06-20-05.49.06.jpg

 

Olá!!

Sai um bolinho rápido para o lanche dos miúdos!!! Estão de férias... praia, sol, água, banhocas e brincadeiras... ao lanche precisamos de uma coisa agradável e diferente para se sentirem confortados.

Já andava há algum tempo para fazer este bolo, mas andava sem tempo nenhum para nada. Hoje foi o dia!! E eles adoraram!!!

 

Limão, sabor fresco e refrescante.

Sementes de papoila, combatem problemas de ansiedade, tonturas, dores de cabeça, aliviam a tosse e os sintomas de asma, protegem o aparelho cardiovascular, ajudam no alívio de problemas abdominais, e contém 40 a 50% de gordura  insaturada, responsável pelo aumento do bom colesterol.

 

Por tudo isto, creio que é uma ótima combinação!!

 

Ingredientes:

4 ovos

50 gr de açúcar de coco

1 iogurte natural (feito por mim)

40 gr de óleo de coco

90 gr de polvilho doce

90 gr de farinha de mandioca

20 gr de farinha de araruta

2 colheres de chá de fermento em pó

30 gr de sementes de papoila

casca de meio limão (mas acho que dá próxima vez ponho o limão inteiro)

 

Preparação: (com a bimby)

  1. retirar a casca do limão, tendo cuidado para não retirar a parte branca.
  2. juntar a casca e o açúcar no copo da bimby e pulverizar 15 seg/ vel 10.
  3. juntar os ovos inteiros e bater 3 min/ vel 3.
  4. acrescentar o óleo e o iogurte e bater mais 2 min/ vel 3.
  5. adicionar as sementes de papoila, a farinha e o fermento em pó e mexer 30 seg / vel 6.
  6. deitar a massa numa forma e levar ao forno, pré aquecido a 180º, durante cerca de 40 minutos.

Sem bimby é um bolo igualmente fácil de fazer, usando uma picadora e uma batedeira normal.

 

Experimentem, que não irão arrepender-se!!

 

 

Abracinhos dos meus,

Catita.

 

muffins de vegetais

PicsArt_06-13-12.58.23.jpg

 

Hoje quis usar duas febras grelhadas que sobraram do jantar de ontem, para não desperdiçar comida.

A solução ideal para não repetir a refeição foi fazer uns muffins cheios de vegetais, com um pouquinho de alguns dos legumes que tinha no frigorífico (este tipo de miffuns são ótimos limpa frigorificos). Fiquei com uma refeição leve, para ir comendo à medida que a fome aperta. Com o calor que está, vou dar um mergulho à praia com a minha filha depois de acabar a escola e já temos lanche!

Deixo-vos o video com tudo o que coloquei nos muffins. Atenção ao facto de que não referi no video que a curgete depois de ralada, convém ser bem espremida, para ser retirada a água. Desta forma os muffins ficam mais sequinhos e agradáveis.

 

 

 Abracinhos dos meus,

Catita.

 

tarte de lima

PicsArt_06-06-09.43.53.jpg

 

Almoço em família, reunião de amigos ou simplesmente um jantar em nossa casa, todas são boas desculpas para fazer uma sobremesa e mimarmo-nos um pouquinho.

E num fim de semana quente como o que se avizinha, vai saber muito bem uma sobremesa fresca e leve. Palavras para quê? Vamos pôr mãos à obra!

 

Ingredientes para a base:

110 gr de ghee

150 gr de amêndoas

60 gr de farinha de coco

80 gr de farinha de araruta

2 ovos

1 colher de chá de sal

 

Ingredientes para o recheio:

400 gr de leite de coco

400 gr de natas frescas

sumo de 4 ou 5 limas

raspas das limas

5 gr de agar-agar

 

Preparação:

  • pré-aquecer o forno a 200º e barrar com ghee uma forma de tarte com 28 cm
  • colocar as amêndoas no copo da bimby e triturar 5 seg/ vel 10.
  • juntar os restantes ingredientes para a base e misturar 10 seg/ vel 4.
  • distribuir a massa pela tarteira usando um garfo e pressionando para que não fiquem bolhas de ar na mesma e levar ao frigorífico durante 10 minutos para repousar. Passado esse tempo, levar ao forno durante cerca de 5 minutos ou até a massa ficar ligeiramente dourada.
  • com o copo da bimby limpo e com a borboleta encaixada, misture o leite de coco, as natas, o sumos das limas e misture 15 seg/ vel 4.

 

Nota: A mistura tornar-se-à num creme denso devido à reação das natas com a acidez do sumo da lima. No entanto, acrescentei 5 gr de agar-agar para criar um creme mais sólido.

Esta tarte é um pouco ácida, devido às limas. Caso queira um creme um pouco menos ácido poderá acrescentar algumas colheres de colher sopa de açúcar de coco ou um pouco de mel. Caso queira que a base também adoce um pouco, poderá juntar às amêndoas algumas passas ou ameixas secas.

 

Abracinhos dos meus,

Catita.

 

 

atividade física

PicsArt_06-04-12.19.59.jpg

Pois é! Chegou o momento de falar de algo que não seja comida! Exercício. Algo que todos deveríamos praticar para o bem do nosso corpo, da nossa mente, da nossa saúde.

 

E, anuvem vai andar na rua!

 

Há exercício mais fácil de praticar do que a caminhada? Não requer grandes habilidades, é barata, não tem restrições de idade e ainda traz muitos benefícios para a nossa saúde.

 

Com uma simples caminhada conseguimos melhorar a circulação sanguínea, combater a osteoporose, tornar os pulmões mais eficientes, aumentar a sensação de bem-estar, deixar o cérebro mais saudável, equilibrar o peso, entre outras coisas. Mas o benefício no qual me quero centrar agora, nesta primeira caminhada, é o estreitar de laços. Vamos caminhar juntos, vamo-nos conhecer um pouco melhor.

 

A caminhada é o nosso meio de locomoção básico. O estilo de vida atual e moderno, afastou-nos um pouco dela porque nos faz usar meios de transporte para nos facilitar a vida diária. Mas se a encararmos como atividade física, praticando com regularidade, vamos alcançar os benefícios para a saúde  referidos acima. Por isso, vamos calçar os ténis (confortáveis), vestir uma roupa desportiva, pegar numa garrafa de água e começar (ou dar continuidade para quem já pratica) com uma atividade física agradável.

 

Para esta primeira caminhada, vamos estabelecer a meta dos 5 km. A andar tudo se faz, mais rápido ou mais lento, todos lá chegaremos. Com empenho e foco no objetivo!!

aristóteles.jpg

 

Abracinhos dos meus,

Catita.

 

 

 

 

 

pão com chouriço

PicsArt_06-03-09.13.44.jpg

Continuando a minha busca por uma receita de pão agradável e que se enquadre no conceito paleo...

Desta vez, usei a receita que postei há uns dias atrás de "pãozinho do bom". No entanto, fiz algumas alterações a nível das farinhas usadas e das quantidades. Retirei o centeio, uma vez que este não se enquadra neste tipo de alimentação e retirei também as sementes de linhaça (só porque não tinha em casa, eheheh) Acho que o pão ficou melhor ainda desta vez!

Cá em casa todos gostaram e a versão com chouriço foi a mais apreciada.

 

Então, desta vez usei apenas farinha de trigo sarraceno, que moí em casa, e farinha de mandioca.

 

Ingredientes:

400 gr de farinha de trigo sarraceno

100 gr de farinha de mandioca

300 gr de água

5 gr de fermento de padeiro seco

2 colheres de chá de sal

 

Preparação:

  • colocar no copo da bimby a água e o fermento e aquecer 2 min/ 37º/ vel 2.
  • adicionar as farinhas e o sal e amassar 3 min/ espiga.
  • retirar a massa para um recipiente grande com tampa, humedecido com água e deixar levedar cerca de 30 minutos.
  • retirar um pouco de massa e moldar uma bola, colocando rodelas de chouriço dentro, com cuidado para não retirar o ar à massa e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal.
  • deixar levedar mais 30 minutos e levar forno durante 20-25 minutos a 180º.

 

Abracinhos dos meus,

Catita.

Pão de coco com chia

PicsArt_06-02-09.51.15.jpg

 

Substituto para o pão procura-se!

 

Todos os dias penso no que posso dar à minha filha para lanchar na escola e o que posso usar para substituir o pãozinho que ela tanto gosta! 

Este é um pão, com textura de bolo, mas que fica muito bom acompanhado de uma fatia de queijo, ou mesmo sozinho.

E não resulta só para ela. Funciona na perfeição para nós, como um snack. Para mim é uma boa solução para as manhãs de trabalho, quando entre uma aula e outra sinto aquele ratinho a roer.

 

Ingredientes:

100 gr de água

2 colheres de sopa de sementes de chia

220 gr de coco ralado

1 colher de chá de bicabornato de sódio

1 colher de chá de canela

1 colher de chá de gengibre em pó

3 ovos

170 gr de iogurte grego

 

O modo de preparar está no video abaixo.

Usei a bimby para misturar os ingredientes, mas são facilmente misturados com uma varinha mágica ou batedeira.

 

Abracinhos dos meus, 

Catita.

salada multicor

PicsArt_05-26-07.29.54.jpg

Olá!

Hoje trago uma bela saladinha para acompanhar uma costeleta com molho de café. Tudo feito na bimby.

A carne não tem nada que enganar. Foi só seguir a receita da coleção "Rápidas, em menos de 35 minutos" da bimby. Adaptei a receita original, uma vez que substitui a margarina por ghee e a farinha usada para engrossar o molho substitui por polvilho doce.

 

Aqui o interessante é a salada.

Muitas vezes preocupamo-nos com aquilo que nos vai servir de acompanhamento aos nossos bifes. Queremos fugir às tradicionais saladas, às batatas doces cozidas,  para podermos variar. Lembrei-me de experimentar uma salada feita pela bimby, pois tinha ouvido dizer que eram super práticas.

Deitei no copo cenoura, tomate cherry, cebola roxa, pimento laranja, curgette, brócolos, coentros e azeitonas pretas. Tudo isto cortado grosseiramente. Foi só programar 4 seg/ vel 4 e temperar com sal, azeite e limão e ficou pronta a saladinha.

 

Acho que esta vai ser a opção mais escolhida este verão. Vou explorar várias combinações possíveis, misturando vários ingredientes, como ovo cozido, atum, bacon, etc., etc. De salientar aqui é que todos os legumes estavam crus.

 

Espero que provem, porque é mesmo bom!

Abracinhos dos meus,

Catita.